PF SPRINKLE | QUI.23 | PORTO

O 2.º dia do 35.º Portugal Fashion teve lugar no Palácio dos Correios, no centro do Porto.

O arranque do programa aconteceu com o desfile duplo de duas jovens criadoras do Bloom: Carla Pontes e Mafalda Fonseca. Seguiram-se os desfiles, também duplos, de quatro criadores emergentes, que transitaram do Bloom para o programa oficial: Estelita Mendonça e Susana Bettencourt. Daniela Barros e Hugo Costa. Este grupo de criadores apresenta, pela 3.ª edição consecutiva, as suas colecções na passerelle principal do Portugal Fashion.
O 2.º dia do 35.º Portugal Fashion terminou com o desfile de Anabela Baldaque, que leva à passerelle do Palácio dos Correios a colecção "Anywhere".


CARLA PONTES 
"PLI" (Bloom)
Desenhada para o ambiente urbano, "Pli" explora looks leves e frescos com apontamentos desportivos. Os exteriores continuam para o interior e as estruturas constoem-se ou descontroem-se, entre lisos, plissados e enrugados.
A paleta está reduzida a três tons (cinza petróleio, lima e branco ótico) e exploram-se jogos de cortes e cortes em contraste.

MAFALFA FONSECA
"T" (Bloom)

T de texturas. Todas e as mais variadas texturas da vida. O grupo de rapazes parte, pela primeira vez, numa viagem para fora das linhas delimitadoras da sua existência física e espacial. Rumam em busca de novos caminhos. Acabam por partir à descoberta de trilhos e da natureza, longe da proteção da cidade que tomam sempre por certa. Podemos simplesmente imaginar este grupo numa roadtrip.
Tal como a descoberta de novos caminhos, há uma descoberta de novas texturas, aliás há uma maior atenção a todo o meio envolvente. Começa aqui uma exploração de sons, cores e texturas que não poderiam ser descobertos de outra forma, senão em comunhão com a natureza. Texturas que são absorvidas atrás do elemento água.


DANIELA BARROS
"N_00A"
A colecção N_00A é uma reflexão sobre os limites e um desafio, pois representa uma busca constante sobre a forma e construção das peças. O corpo assume-se como a base, na qual clássicos são desconstruídos, desafiando a modelação.
Minimal clinica. As cores são clássicas e apresentam uma variação de tons quase nula. A maioria dos coordenados surge com blocos de cor, onde são realçados os estampados que aludem às fibras musculares reinterpretadas de uma forma mais linear e rígida. O trabalho manual está patente em várias peças desta colecção em que o detalhe se assume como um ponto crucial.

HUGO COSTA
A ausência de uma identidade ou o simples facto de nos esquecermos de como somos na realidade toldou o caminho desta colecção. O facto de nos tornarmos no que os outros esperam que sejamos leva-nos ao esquecimento da beleza dos momentos em que fomos puros e genuínos ou até à perda completa da nossa identidade.
Esta reflexão levou à construção de uma colecção com peças básicas e aparentemente puras, que escondem em camadas interiores ou até que expõem a degradação da identidade, com acabamentos a cru.


ANABELA BALDAQUE
"ANYWHERE"
Colecção desenvolvida para uma mulher com maturidade, sabedoria e sempre feminina. Silhuetas sucessivas dentro de um romântico audaz e peças que evocam um espírito boémio.
Azuis, em vários tons, misturas com prata e cinzas adormecidos. Rosas claros, rosas pó de arroz, amarelos-torrados e tons beje.


xo | GS

0 shared thoughts:

Post a Comment

I want to know your opinion. Thank you for leaving a comment!

 

Meet The Author

My photo
Freelancer Fashion Stylist | Image Consultant | TV Art Director | Blogger http://www.facebook.com/gosubtil

Sponsers

Fashionlista

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...